A Polícia Civil é uma só, 9% para todos!

image descriptionEm dezembro de 2014, a Assembleia Legislativa aprovou um projeto que reajustava os salários do governador, deputados e Secretários de Estado. Esse projeto foi sancionado em janeiro de 2015, já pelo governador Sartori/PMDB, reajustando os salários destas categorias em até 60%. Com a aplicação da paridade, a reposição da inflação também foi concedida a outras categorias que recebem através de subsídios, caso dos servidores públicos que estão no topo da pirâmide salarial: membros do Judiciário, do Ministério Público, do Tribunal de Contas do Estado e da Defensoria Pública. Dos servidores que recebem seus salários através do subsídio, somente os servidores da Polícia Civil ficaram de fora.

A paridade entre as categorias que percebem seus vencimentos através de subsídio, é garantida pela Lei Estadual nº 14.072/12. A concessão da reposição da inflação a algumas categorias e a exclusão da polícia civil configura um claro desrespeito à legislação.

A UGEIRM entende que esse é um direito de toda a Polícia Civil, inclusive dos delegados que também não foram contemplados. Por isso, a entidade está lançando a campanha “A Polícia Civil é uma só! 9% JÁ!”. A campanha compreenderá a confecção de materiais gráficos e campanha nas redes sociais. A direção do sindicato também já começou a fazer gestões junto ao governo do Estado para garantir esse direito. No mês passado foi entregue, pessoalmente, ao secretário adjunto da Casa Civil José Guilherme Kliemann, um ofício explicando a nossa reivindicação. O Secretário se comprometeu a encaminhar o ofício ao gabinete do governador. Também está em estudo pelo departamento jurídico da UGEIRM, a possibilidade de medidas judiciais visando a garantia dos 9% para toda a Polícia Civil.