Alerta! Prédio do DENARC está interditado e corre risco de desabamento 

denarc2

Mesmo com as condições calamitosas do prédio do DENARC (Departamento Estadual do Narcotráfico), um dos mais importantes órgãos da polícia, os policiais seguem trabalhando na sede do departamento. Além do stress, inerente à profissão, e dos ataques e ameaças de um governo que considera o serviço público e seus servidores como algo irrelevante, os servidores do DENARC convivem com um temor adicional, fruto do descaso: o prédio onde funcionam algumas das delegacias do departamento está interditado. Corre o risco de desabamento! Como no caso das delegacias que, rotineiramente, são transformadas em carceragem, o governo Sartori/PMDB está esperando uma tragédia para solucionar o problema. Talvez quando um policial sofrer um acidente, ou um incêndio tomar o prédio, alguma autoridade apareça com uma solução mágica. Essa situação é resultado da política de corte de gastos do governo Sartori/PMDB. Somente com mais investimentos o prédio poderá ser recuperado e os policiais que lá trabalham terão condições de prestar seu serviço à sociedade.

Departamento tem padrão de excelência

denarc4O DENARC é um dos mais importantes órgãos da polícia civil. Os números não deixam mentir e o elevado número de prisões e apreensões dão uma dimensão da importância do departamento. Essa atuação, junto com a de outros órgãos, fez com que a Polícia Civil tenha adquirido um grande reconhecimento perante a sociedade gaúcha. De acordo com pesquisa encomendada pelo TCE, em 2014, a polícia civil do RS é uma das instituições com maior grau de confiança perante a população. Mais de 40% dos gaúchos confiam plenamente na Polícia Civil. Essa confiança pode estar sendo jogada fora com as políticas do governo Sartori/PMDB.

Porém, o que a maior parte da população não sabe, é que a eficácia do DENARC é fruto de uma dedicação sobre-humana de agentes e de delegados que atuam naquele órgão. O departamento conta com menos de 50% do efetivo necessário para o enfrentamento do crime organizado.  O Decreto 52.230 do Sartori/PMDB, que congela investimento e proibiu a contratação dos 650 aprovados no último concurso, tornou a situação mais dramática ainda. Como para o governo Sartori/PMDB, não há nada que não possa piorar, o PLC206/2015, que o governador propagandeia nas TVs como a salvação do Estado, pode tornar a situação mais dramática ainda, pois institucionaliza a penúria nos serviços públicos. É possível afirmar que cada servidor lotado no DENARC trabalha por dois ou mais policiais. As horas extras praticamente inexistem, promoção também é um termo inexistente no vocabulário do desgoverno Sartori/PMDB. Além disso tudo, os policiais civis têm convivido com o medo constante do cancelamento da implantação da tabela de subsídios, pois sabem que do PMDB pode-se esperar tudo.

UGEIRM vai adotar medidas políticas e jurídicas

denarc5A Ugeirm/Sindicato vai adotar todas as medidas jurídicas e políticas possíveis para colocar um fim a essa situação absurda. Para o vice-presidente da UGEIRM, Fabio Castro, que esteve no prédio nesta segunda-feira (7), “os policiais civis merecem ser respeitados! Exigimos que o departamento seja removido para outro local até que uma solução definitiva seja encontrada! A Secretaria de Segurança Pública e a chefia de policia precisam agir imediatamente! Vamos iniciar uma ampla campanha de denúncia, os policiais que ali trabalham já têm motivos em excesso para se preocupar. Agora têm que conviver com o risco de morrerem soterrados“, completou o vice-presidente da Ugeirm.