Apesar de anúncio de retirada dos presos das delegacias, DPPA de Tramandaí está à beira de uma tragédia

Na semana passada, ocorreu o anúncio de um acordo feito entre o judiciário e instituições vinculadas à área da Segurança Pública do estado, para retirada de todos os presos que se encontram detidos em celas de delegacias e viaturas do estado. Porém, esse acordo ainda não chegou no Litoral gaúcho. Nesse final de semana, enquanto o governo anunciava a retirada de presos das delegacias da capital e região metropolitana, dezenas de presos lotavam a DPPA de Tramandaí (veja as fotos no final da matéria).

As imagens de presos algemados pelos corredores, celas lotadas e viaturas com presos aguardando vagas nas carceragens, combinadas com o déficit de efetivo e as péssimas condições estruturais da delegacia, prenunciam o caos total que se instalará nas cidades do Litoral quando chegar o verão. Nessa época do ano, a população das cidades do litoral gaúcho chegam a crescer mais de 500%. Com isso, as ocorrências policiais também têm um aumento exponencial. Se agora, em setembro, as delegacias já se encontram nessa situação, imaginemos o que acontecerá em dezembro e janeiro.

A UGEIRM vai exigir do governo do estado e do judiciário que o acordo anunciado na semana passada, seja estendido para o litoral gaúcho. Não podemos esperar a chegada do verão e a possibilidade de ocorrência de mais uma tragédia anunciada, para que medidas sejam anunciadas. Os (as) policiais civis estão colocando suas vidas diariamente em risco, trabalhando em delegacias com suas carceragens lotadas. Se uma tragédia acontecer, a responsabilidade será do governo do estado e do próprio judiciário, que se move a passos de tartaruga para tomar uma providência que resolva esse problema definitivamente.