Chefe de Polícia garante que interstício não mudará sem debate com entidades

logo_novaO CSP (Conselho Superior de Polícia) publicou, nesta terça-feira (14), uma Resolução que aprova uma minuta de Decreto alterando alguns aspectos referentes às promoções. A principal mudança, é a que altera o período de interstício de dois para três anos. Essa alteração inviabilizaria boa parte das promoções programadas para este ano. A UGEIRM, ciente das consequências da aplicação desse Decreto, entrou em contato imediatamente com o Chefe de Polícia, Delegado Emerson Wendt.

O Chefe de Polícia esclareceu que a publicação é apenas uma minuta de Resolução, sem aplicação automática. O Delegado Emerson Wendt, também afirmou que a minuta passará, ainda, pela análise do DAJ (Divisão de Assessoramento Jurídico) da Polícia Civil e, após essa análise, será colocada em discussão com as entidades representativas dos policiais civis. Por último, o Chefe de Polícia lembrou que trata-se de uma resolução de encaminhamento e opinativa, ou seja, não é de aplicação imediata.

O presidente da UGEIRM, Isaac Ortiz, afirma que “a direção da UGEIRM acompanhará de perto essa discussão na Chefia de Polícia. Não aceitaremos que haja qualquer alteração que prejudique a possibilidade de promoção dos agentes da polícia. Já nos colocamos à disposição do Chefe de Polícia, que se mostrou aberto ao diálogo, para qualquer discussão sobre o interstício e todas as regras relativas às promoções. O principal é garantir o direito dos policiais às promoções”.