Contracheque de maio já vem com aumento da Tabela de Subsídios

Por Guilherme Santos/Sul21O contracheque dos salários dos policiais civis, referentes ao mês de maio, veio com o reajuste da Tabela de Subsídios. Essa é mais uma vitória da luta da categoria. Desde o início do governo, o governador Sartori/PMDB vem tentando cancelar ou, no mínimo, adiar a implantação da Tabela de Subsídios. E durante todo esse período, a UGEIRM vem sendo firme na defesa dos interesses dos Policiais Civis. “Na nossa Tabela ninguém mexe!”, tem sido repetido com insistência pelo sindicato.

Porém, sem a mobilização demonstrada pela categoria nas várias Marchas e mobilizações, de nada adiantaria a firmeza do sindicato. Essa é uma vitória de todos os Policiais Civis, que constroem e mantém um sindicato combativo e organizado, muitas vezes sacrificando uma parte dos seus rendimentos com chamadas extras, para financiar a mobilização. Mas isso é feito com a consciência que o maior patrimônio de um sindicato é a sua independência em relação a qualquer partido ou governo. Somente um sindicato mantido e sustentado pelos trabalhadores pode garantir os direitos da categoria. Esse é o caso da UGEIRM.

Décimo Terceiro já poderia ter sido integralizado

Infelizmente, o governo ainda não integralizou o pagamento do Décimo Terceiro Salário de 2016. Com a falsa alegação do déficit nas contas do estado, o governo vem jogando a sua incompetência nas costas dos servidores. Esse mesmo governo, passou o ano de 2016 inteiro falando em um déficit de mais de R$ 4 bilhões nas contas. Ao final do ano, o déficit real foi de R$ 140 milhões. Agora utiliza da mesma política do terrorismo para não pagar o Décimo terceiro e não efetuar as promoções da Polícia Civil. Com isso, tenta arranjar argumentos para aprovar o seu pacote indefensável na Assembleia Legislativa. O que falta, na verdade, é vontade política do governo. A UGEIRM continua tentando, por via judicial, a integralização do Décimo Terceiro, assim como o pagamento dos juros relativos ao atraso do pagamento.