Covid-19: RS volta a ter três regiões sob bandeira vermelha

Da Redação/Sul 21*

O Rio Grande do Sul voltou a ter regiões com alto risco epidemiológico e, também, com baixo risco, segundo o 27º mapa preliminar do modelo de Distanciamento Controlado, divulgado nesta sexta-feira (6), pelo governo do Estado. O mapa traz três regiões em bandeira vermelha (risco alto), 16 regiões em bandeira laranja (risco epidemiológico médio) e duas em bandeira amarela (risco baixo).

As regiões de Cruz Alta, Ijuí e Santo Ângelo apresentaram piora nos indicadores e passaram para bandeira vermelha. Nas regiões de Erechim e Bagé, foi percebido o contrário, e ambas ficaram em bandeira amarela neste mapa preliminar.

A macrorregião Missioneira, como um todo, apresentou nesta semana crescimento de 17,86% na ocupação de leitos clínicos por conta do coronavírus, fechando a quinta-feira (5) com 99 hospitalizações, o maior patamar dos últimos 30 dias. Em termos de casos confirmados em leitos de UTI, o avanço foi de 5,26%, com 40 pacientes em tratamento intensivo por conta da doença.

No Estado, o grupo de monitoramento constatou estabilidade em todos os indicadores, com variações inferiores a 5%. Entre os pontos negativos, nos quais os indicadores mostraram piora, estão o número de internados com síndrome respiratória aguda grave (SRAG) em leitos de UTI, que cresceu 3%; o número de óbitos, que aumentou 4%; e a quantidade de leitos livres, queda de 3%.

Bandeira vermelha

Santo Ângelo registrou um salto no total de internações em leitos clínicos de pacientes confirmados com a doença ao longo da última semana: no acumulado são 43 registros, ante 27 da semana anterior. Na quinta-feira (5), Santo Ângelo tinha 33 pessoas em leitos clínicos. Eram 22 na semana anterior. Ijuí que também aparece sob bandeira vermelha, tem um quadro semelhante. Nessa rodada, a região ampliou os registros de internação em leitos clínicos ao longo da semana para 33 casos, quando na soma anterior eram 24.

A região de Cruz Alta também ingressou na bandeira vermelha depois de apresentar, na quinta (5), um total de 28 casos de Covid internados em leitos clínicos. No monitoramento da semana anterior, eram 22 pacientes.

*As informações são do grupo de monitoramento do governo do Estado.