Covid-19: sem imunizantes, Porto Alegre não amplia faixa etária da 4ª dose há um mês

Prefeitura diz precisar de novas doses para aumentar o público; outras capitais já aplicam 4ª dose a partir dos 18 anos

Por Luciano Velleda | lucianovelleda@sul21.com.br

A aplicação da 4ª dose da vacina contra a covid-19 na Capital está estacionada na faixa etária a partir de 40 anos desde o começo de julho. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), a situação decorre da necessidade de receber mais doses dos imunizantes. O órgão explica ter em estoque cerca de 30 mil doses, reservadas para todas as faixas etárias e etapas da campanha de vacinação. Para ampliar o público da 4ª dose, a SMS calcula ser preciso 10 mil novas doses para cada idade.

“Para iniciar a aplicação da segunda dose de reforço no público abaixo de 40 anos seria necessário nova remessa de doses pela Secretaria Estadual da Saúde. Hoje o município conta com estoque de aproximadamente 30 mil doses que são destinadas aos públicos liberados para 1ª, 2ª, 3ª e 4ª. A SMS estima que para cada faixa de idade abaixo de 40 anos seriam necessárias 10 mil doses. Por isso a abertura de novos públicos não é possível”, explica a Secretaria Municipal de Saúde.

Por sua vez, a Secretaria Estadual da Saúde (SES) diz que segue as orientações do Plano Nacional de Imunizações (PNI) e que “ainda não há nenhuma decisão ou recomendação do Ministério da Saúde” sobre ampliar a faixa etária da 4ª dose.

Embora não haja essa orientação do governo federal, diversas cidades do País estão vacinando com a 4ª dose pessoas abaixo dos 40 anos de idade. No Rio de Janeiro, por exemplo, desde o último dia 28 de julho, todas as pessoas com 18 anos ou mais podem receber a 4ª dose (chamada de segunda dose de reforço) da vacina contra a covid-19. O intervalo é de quatro meses ou mais da aplicação da 3ª dose.

Em Vitória (ES), a 4ª dose está disponível para pessoas com idade entre 18 e 59 anos, que receberam a terceira dose até 5 de abril, e para pessoas de 60 anos ou mais que fizeram a terceira dose até 5 de maio.

Na capital do Paraná, Curitiba, pessoas a partir dos 20 anos também estão sendo imunizadas com a 4ª dose e, em Florianópolis e São Paulo, a 4ª dose está sendo aplicada em quem tem a partir de 30 anos.

Entre as capitais da região Sul e Sudeste, apenas Belo Horizonte está na mesma situação de Porto Alegre, vacinando com a 4º dose o público a partir de 40 anos e que tenha cumprido o prazo de 4 meses desde a 3ª dose.