Direção da UGEIRM faz visita à Delegacia de Combate à Intolerância

A direção da UGEIRM esteve, na tarde desta quinta-feira (14), na Delegacia de Combate à Intolerância (DPCI). Além de conhecer a nova delegacia, inaugurada no mês de dezembro do ano passado, a direção do sindicato ouviu as demandas dos (as) Policiais Civis lotados (as) na DPCI e debateu outros assuntos de interesses gerais da categoria.

A nova delegacia é integrada pela delegada Andréa Mattos, o comissário Afonso Henrique da Cunha Augusto, as escrivãs Helena Paloschi Cardoso, Graziela Silva Souza e Silva e Carolina Bataglia Caumo e o escrivão Abayomi Mandela Silva Felix. Para atender os casos relacionados a crimes de racismo, LGBTfobia, intolerância religiosa e discriminação contra pessoas com deficiência, a DPCI conta com espaços próprios de acolhimento para registros de ocorrência. Além dos casos registrados na própria DPCI, a delegacia é responsável pelas ocorrências, relacionadas a esses tipos de crime, registradas em qualquer delegacia da cidade.

Policiais debatem Promoções, reposição salarial e recomposição do efetivo

Além de conhecer o trabalho realizado na DPCI, o vice-presidente da UGEIRM, Fabio Castro, e a 2ª vice-presidente, Neiva Carla, ouviram as demandas dos (as) policiais civis da delegacia. A principal delas é relativa ao aumento do número de policiais na DPCI, pois à medida que a população tenha conhecimento da sua existência, a tendência é de que a demanda aumente consideravelmente. Para tornar conhecido o trabalho realizado, a equipe da DPCI espalhou cartazes em todas as delegacias da cidade, orientando a respeito da denúncia de crimes de intolerância.

Além das questões específicas da delegacia, a reunião serviu, também, para que fosse feita uma discussão sobre os assuntos gerais da categoria. A direção da UGEIRM fez uma exposição sobre a questão das Promoções, que devem ser publicadas no mês de março, e sobre as negociações a respeito da reposição salarial da categoria e da recomposição do efetivo da Polícia Civil gaúcha. Após a exposição, a direção do sindicato ouviu a opinião dos (as) Policiais, que manifestaram a necessidade premente de recomposição dos salários da categoria, que já perdeu boa parte da sua capacidade de compra, e da publicação das Promoções.

Policiais da DPCI passaram por formação específica

Antes da inauguração da DPCI, os (as) Policiais Civis, lotados (as) na delegacia, passaram por uma formação intensiva em temas relativos à atuação da delegacia. Os (as) agentes cumpriram três ciclos de qualificação. Esses workshops debateram temas como ações afirmativas, diversidade sexual e de gênero, racismo, intolerância religiosa, preconceito contra pessoas com deficiência, políticas públicas, conceitos e legislações específicas. A delegada Andréa foi a mediadora dos encontros, que aconteceram no auditório do Palácio da Polícia, em Porto Alegre. Além da realização dos cursos com a equipe da DPCI, a delegada Andréa, ao lado do DPGV, pretende expandir esses debates para delegacias de todo o Departamento e, mais além, do estado. No futuro, a ideia é promover novas qualificações, contando com o apoio pedagógico da Academia de Polícia (Acadepol).