Governo Leite antecipa reunião com o Cpers sobre os dias parados na greve para terça (7)

a Redação

A Secretaria de Educação (Seduc) confirmou no início da tarde desta segunda-feira (6) a antecipação da reunião com o Centro dos Professores do Estado do Rio Grande do Sul (Cpers) para discutir o pagamento dos dias parados pela greve iniciada em novembro e o calendário de recuperação das aulas perdidas. O encontro estava previsto para acontecer apenas no dia 10, mas a direção do sindicato vinha pressionando o governo nos últimos dias para antecipar a data.

A reunião será realizada às 11h, na Seduc. Pelo governo, participarão o secretário de Educação, Faisal Karam, e o procurador-geral do Estado, Eduardo Cunha da Costa. Pelo Cpers, participarão nove representantes da direção e do comando de greve, mais representantes jurídicos do sindicato.

Em assembleia realizada no dia 20, professores e funcionários de escola decidiram manter a greve da categoria iniciada em novembro, mas encaminharam a possibilidade de suspendê-la até o restante dos projetos do pacote de reforma administrativa do governo Eduardo Leite (PSDB) serem votados na Assembleia Legislativa sob a condição de o governo negociar o corte no ponto e a recuperação das aulas perdidas. Na ocasião, a categoria deliberou que, se o governador insistir no desconto dos dias parados, a greve continuará.

Em reunião com deputados estaduais no dia 23 de dezembro, o secretário estadual de Educação, Faisal Karam, se comprometeu a realizar a reunião, mas ela tinha sido agendada somente para o dia 10.

A Seduc calcula que é necessário recuperar 25 dias parados nas escolas que aderiram à greve.