Governo Sartori precisa se posicionar sobre promoções da Segurança Pública

Desde dezembro do ano passado, os boatos sobre a data de publicação das promoções da Polícia Civil, é um dos principais assuntos quando se reúnem pelo menos dois policiais civis. A cada dia uma nova data é ventilada em conversas particulares, grupos de whatsapp, etc. Essa situação chegou ao limite nesse mês. Os boatos causam uma insegurança enorme entre os policiais, que já estão com duas publicações atrasadas e se sentem desvalorizados pelo governo do estado.

Os policiais civis têm executado um trabalho exemplar durante todo o governo Sartori/PMDB. Apesar dos atrasos dos salários, do desmonte da estrutura da segurança pública, das carceragens das delegacias superlotadas, o trabalho cotidiano dos Policiais Civis e as operações policiais têm desempenhado um papel fundamental para, pelo menos, amenizar a crise da segurança pública por que passa o nosso estado.

No final do mês de maio, a direção da UGEIRM se reuniu com o Secretário Chefe da Casa Civil, Fabio Branco, para tratar, entre outros assuntos, das promoções da Polícia Civil. Na ocasião, o Secretário afirmou que o processo estava bastante adiantado e que, em breve, teríamos novidades. De outro lado, o secretário da segurança, Cezar Schirmer, declara que nenhuma promoção será publicada, enquanto não for possível encontrar os recursos para concedê-las para todas as categorias da segurança pública. Seria importante um encontro das informações repassadas pelos vários setores do governo, pois estamos chegando ao fim do mês e, até agora, não tivemos nenhuma informação oficial com um posicionamento claro do governo.

O que se pede ao governo é que assuma o seu papel de dirigente, informando à categoria quando serão publicadas as promoções. Trabalhar sem promoções, com o sentimento de desvalorização, já é muito difícil para os policiais. Porém, essa insegurança que alimenta boatos e falsas notícias, é pior ainda para um ambiente de trabalho saudável. Conviver com a expectativa de que as promoções podem ser publicadas no dia seguinte e ver essas expectativas serem frustradas constantemente, trazem uma sensação de desânimo que, no caso do trabalho policial, pode ser fatal.

Por tudo isso, esperamos que o governo Sartori/PMDB aja com responsabilidade e acabe, de uma vez por todas, com os boatos e as falsas informações em relação às promoções. E a única forma disso acontecer, é se pronunciando oficialmente se elas realmente vão acontecer e em que data isso acontecerá.

O presidente da UGEIRM, Isaac Ortiz, afirma que “a UGEIRM continuará agindo para tentar solucionar essa questão fundamental para o trabalho da Polícia Civil. Continuaremos fazendo gestão junto aos parlamentares para pressionar o governo e tentando reuniões com o governo, afim de conseguir um posicionamento definitivo do governo”.