Governo Sartori/PMDB anuncia pagamento de R$ 650 por servidor

sartori_deladoO pior cenário possível se confirmou. O governo Sartori/PMDB acaba de anunciar o parcelamento dos salários dos servidores, com o valor de corte em ridículos R$ 650,00. De acordo com o governo, o restante deverá ser quitado até o dia 19 de agosto.

Mesmo após o corte de investimentos, congelamento de salários, proibição de contratações e aumento de impostos, o governo aprofunda o calote nos servidores públicos. A tendência é que, já no mês que vem, a situação se agrave mais ainda, com a possibilidade de acúmulo de duas folhas de pagamento em atraso. As justificativas do governo são as mais variadas possíveis. Desde queda nos repasses do governo federal, até queda na arrecadação. Mas o principal motivo o governo não assume: sua incompetência em governar o RS. É inadmissível que, após um ano e meio de governo, o governador continue reclamando de falta de dinheiro para arcar com o básico para qualquer governo, que é pagar os salários de quem trabalha.

Para o vice-presidente da UGEIRM, Fábio Castro, “os policiais devem aprofundar ainda mais a Operação Padrão, como resposta a essa afronta do governo Sartori/PMDB. Agora é a hora de reduzirmos as atividades da Polícia Civil ao mínimo possível e pararmos completamente com as operações policiais. Enquanto o governo zomba da nossa cara, nós colocamos nossas vidas em risco, mesmo com salários atrasados e nossas contas vencendo. Temos que mostrar para a população que não somos marionetes nas mãos desse governo incompetente. Não vamos servir de garoto propaganda, enquanto nossos salários são parcelados e recebemos R$650 no fim do mês. É hora dos Agentes e, também, os Delegados se posicionarem. Vamos procurar a ASDEP e propor uma ação conjunta contra o parcelamento dos salários. Afinal os delegados também estão sendo desrespeitados com o parcelamento dos salários e não podem assistir passivamente a esse descalabro do governo Sartori/PMDB”.

O Bloco da Segurança Pública, composto pelas entidades da Polícia Civil, Brigada Militar, Bombeiros, SUSEPE e IGP, vai se reunir nesta quinta-feira (28) e pretende marcar uma manifestação já para essa sexta-feira contra o parcelamento. Além disso, o Bloco vai, nesta quinta-feira, renovar, no Tribunal de Justiça, o pedido de sequestro de valores do Tesouro Estadual para o pagamento dos salários dos servidores da Segurança Pública.