Novo ataque a policiais expõe a fragilidade da segurança pública no estado

 

ugeirmMenos de uma semana após o arrombamento da DP de Davi Canabarro, um policial civil foi baleado em uma tentativa de roubo a uma viatura discreta no bairro Tristeza na zona sul de Porto Alegre.

O Policial civil Rafael Nunes Persch e uma colega trabalhavam em uma investigação quando a viatura em que se encontravam foi abordada por dois assaltantes, havendo troca de tiros. Rafael foi atingido por um disparo no peito e encontra-se hospitalizado no HPS. A policial civil que o acompanhava reagiu aos disparos e conseguiu evitar o roubo. Um assaltante foi baleado.

Para a UGEIRM Sindicato está ocorrendo um verdadeiro desmonte da Segurança Pública. As consequências são visíveis não só para a população, mas também para os trabalhadores da área.

“O governador está indo na contramão com o contingenciamento na segurança. O estado não pode ficar esperando dinheiro para fazer segurança pública. Quando retiramos a polícia das ruas, quem toma conta é a criminalidade. Uma vez perdido este terreno, nunca mais recuperaremos. Ou há uma reação do governo, vindo a público e apresentando alternativas para falta de dinheiro ou as consequências só se agravarão”, afirmou o presidente da UGEIRM, Isaac Ortiz.