Policiais ainda aguardam Eduardo Leite “virar página da situação dos presos em delegacias”

Na última sexta-feira (28), o governador Eduardo Leite, durante a inauguração da Penitenciária de Sapucaia do Sul, cometeu um típico arroubo de político em campanha. Respondendo a uma pergunta de um jornalista sobre os presos nas Delegacias, afirmou que “com esse presídio (Sapucaia), certamente, a gente passa e vira esta página, com segurança, dos presos em delegacias no Estado”.

Nesta quinta-feira (03), são 76 presos em Delegacias da Capital e Região Metropolitana. A realidade demonstra que a declaração do governador Eduardo Leite não passou de um arroubo, parecido com sua promessa de campanha de colocar os salários dos servidores em dia no seu primeiro ano de mandato. Independente das promessas de Eduardo Leite, a realidade é que os policiais continuam com seus salários em atraso e enfrentando a superlotação das carceragens das Delegacias. A página dos presos em Delegacias ainda não foi virada e, se depender da capacidade de cumprir promessas de Eduardo Leite, esse livro ainda terá muito capítulos. Enquanto isso, os policiais continuam executando dupla jornada de trabalho e se expondo ao risco de contágio pelo Coronavírus diariamente.