Policiais da DEFREC de Santa Maria também protestam contra o parcelamento

Assim como várias delegacias e departamentos da capital e da região metropolitana, além de diversas delegacias de cidades do interior, os policiais civis da DEFREC de Santa Maria decidiram, em reunião convocada pela UGEIRM, aderir aos protestos contra o parcelamento de salários.

Na reunião, após discutirem as consequências dos seguidos parcelamentos dos salários e do 13º, do atraso nas promoções e da suspensão da concessão de aposentadorias, os agentes da DEFREC de Santa Maria decidiram por uma Operação Padrão Permanente que contempla, entre outros itens, não participar das Operações Policiais e não trabalhar além do horário do expediente enquanto os salários não forem integralizados, não cumprir as metas do programa Qualificar, não planejar, organizar e estruturar as Operações Policiais.

O presidente da UEIRM, Isaac Ortiz, lembra que “a decisão dos colegas de Santa Maria mostram o caminho que devemos seguir. Somente a mobiização e respostas firmes a esse governo, conseguirão nos tirar da situação desesperadora que os policiais se encontram. Já são 21 meses de parcelamento, partindo para o 22º. Com um agravante, nesse mês existe a possibilidade de não recebermos nada no dia 29 e termos o encontro das folhas no fim de outubro. Por isso, vamos aproveitar aprofundar a mobilização e realizarmos um grande Ato em Porto Alegre, no dia 29 de setembro. A UGEIRM está convocando todos os policiais, que já estão se mobilizando nas suas cidades, para virem a Porto Alegre e se juntarem ao conjunto dos servidores públicos para a realização de um grande Ato de repúdio ao parcelamento dos salários. Vamos parar o estado e fazer a maior mobilização dos servidores públicos que Porto Alegre já viu. Não vamos aceitar ficar sem salários. Se o governador Sartori/PMDB já pediu licença por stress, no dia 29 vamos dar mais motivos ainda para ele ficar muito estressado!”

Veja abaixo a ata com todas as deliberações da reunião dos policiais da DEFREC de Santa Maria: