RS tem quatro casos de feminicídios em menos de 48 horas

O Rio Grande do Sul registrou, em menos de 48 horas, quatro casos de feminicídio. Os crimes têm uma característica em comum: foram cometidos por companheiros ou ex-companheiros das vítimas.

O caso mais recente ocorreu em Porto Alegre, na noite desta terça-feira (11). Michele Pires, 35 anos, foi assassinada a tiros pelo ex-companheiro, o policial militar afastado Alisson Frizon, em um condomínio na zona sul da cidade.  Michele fazia um jantar para amigos quando o ex-companheiro invadiu o local.

Ainda na terça-feira, por volta das 19h40min, Natiele de Ávila Aleixo Siqueira foi esfaqueada pelo ex-companheiro no município de São Nicolau, na Região das Missões. O suspeito – que não teve o nome divulgado – foi localizado horas depois do crime e foi preso pela Brigada Militar. A vítima deixa dois filhos, um de 12 anos e um bebê de dois anos.

Já na noite de segunda-feira (10), Lucrécia da Silva, 34 anos, foi morta com dois tiros em Canela, na Serra. Segundo a BM, Gilmar Pires Pereira, ex-companheiro, foi encontrado morto a duas quadras do local. A suspeita é de que ele tenha se suicidado após matar a vítima.

Também na segunda-feira, Noemi Camargo Pereira, 48 anos, foi encontrada morta a facadas dentro da própria casa, em Cachoeirinha, na Região Metropolitana. O suspeito, Marco Antonio Piecha Pereira, 50 anos, marido dela, foi encontrado enforcado nos fundos da casa.

Fonte: gauchazh