Segundo dia de paralisação da Segurança Pública terá concentração em frente ao Palácio Piratini

Em reunião realizada nessa quarta-feira (30), na Sede da Asdep, as entidades que estão organizando os dias de paralisação da Segurança Pública, decidiram fazer, nesta quinta-feira, uma concentração em frente ao Palácio Piratini. O objetivo é pressionar o governo no dia em que poderá ser votada a adesão ao Regime de Recuperação Fiscal e que, também, toma posse o novo govenador, o Delegado Ranolfo Vieira Junior.

A partir das 8h30min, a UGEIRM já estará com a sua barraca montada na Praça da Matriz, concentrando os Policiais Civis. Durante toda a manhã, as entidades estarão na Praça e na Assembleia Legislativa, em contato com os parlamentares, demonstrando o descontentamento com o índice de 6% de reajuste dos servidores estaduais, apresentado pelo Governador Eduardo Leite aos parlamentares nesta quarta-feira. As entidades demonstrarão que esse índice não repõe, nem mesmo, as perdas do ano de 2021, representando um acinte para categorias que estão há até sete anos sem reposição salarial.

A partir das 14 horas, a orientação da UGEIRM é de que todos os Policiais Civis da Capital e da região metropolitana, se dirijam à Praça da Matriz, para a realização de um grande protesto contra o índice apresentado pelo governo Eduardo Leite e a adesão ao Regime de Recuperação Fiscal. Outras categorias do serviço público, também se concentrarão em frente ao Palácio Piratini. Para o Interior do estado, a orientação é que se mantenha a mobilização iniciada na terça-feira (29), com a paralisação das atividades e abertura de diálogo com a população.