Só pressão sobre deputados poderá garantir Aposentadoria Policial

Nesta terça-feira (02), o relator da Comissão Especial que analisa a reforma da Previdência na Câmara dos Deputados, fez a leitura da sua “complementação de voto”. Como esperado, o relator rejeitou o Destaque 40, apresentado pelo deputado Hugo Leal (PSD/RJ) a pedido da COBRAPOL.

Com a rejeição por parte do relator, a possibilidade de admissão do Destaque 40, que garante a isonomia entre policiais e militares na reforma da Previdência, fica restrita à apresentação na Comissão, por parte de alguma bancada, e a aprovação pela maioria dos integrantes da Comissão. Por isso, é fundamental reafirmarmos a pressão em cima dos parlamentares. A UGEIRM está orientando os policiais a enviarem mensagens aos deputados, via e-mail e WhatsApp, demonstrando os males que essa proposta trará para a segurança pública e os (as) profissionais da segurança pública. Ao final desse texto, segue uma sugestão de texto para ser enviado aos parlamentares.

Relator reincluiu possibilidade de cobrança de contribuições extraordinárias

Além de não acolher o pedido de Destaque da Segurança Pública, o relator incluiu, em seu voto complementar, outras propostas que atacam todos os servidores públicos. As principais dizem respeito à reintrodução da possibilidade de cobrança de contribuições extraordinárias aos regimes próprios de previdência social. Essa proposta havia sido apresentada originalmente pelo Executivo e pode significar uma redução salarial para os servidores. No RS, a contribuição dos servidores para a Previdência pode passar de 14% para até 22%. Outra alteração, foi a que manteve na Constituição a idade mínima para aposentadoria de servidores públicos da União, que será de 65 anos para o homem e 62 anos para a mulher – atualmente, os patamares são, respectivamente, 60 e 55 anos.

Gritos de Bolsonaro traidor marcaram manifestação de policiais

Milhares de Policiais Civis, Federais, Rodoviários Federais, Guardas Municipais e Agentes Penitenciários participaram, na tarde de terça-feira (02), em Brasília, de um grande ato em defesa de uma aposentadoria digna e justa para os profissionais da segurança pública. Durante o ato, foram vários os pronunciamentos atacando o presidente Bolsonaro por não cumprir com a sua palavra na garantia do regime diferenciado para as categorias policiais, especialmente no pleito pela integralidade e paridade da pensão em caso de morte dos policiais em serviço.  “Bolsonaro traidor”, eram as principais palavras ouvidas na manifestação.

Texto a ser enviado aos parlamentares

Sr. (a) Parlamentar

O projeto de reforma da Previdência, em tramitação no Congresso Nacional, ataca de forma cruel os policiais civis do país. Esses trabalhadores, que dedicam sua vida a garantir a segurança da população brasileira, terão, caso essa proposta seja aprovada sem alterações, a pior aposentadoria policial do mundo. Nesse sentido, pedimos seu voto na Proposta de Destaque da Emenda 145/2019 à PEC 6/2019, apresentado pelo deputado Hugo Leal (PSD-RJ). Esse Destaque garante a isonomia da aposentadoria policial à aposentadoria dos Militares.

Nesse momento, em que toda a Nação se preocupa com a violência que foi responsável pela morte de mais de 60.000 brasileiros em 2017, atacar a aposentadoria dos policiais é uma temeridade, que terá como consequência uma deterioração ainda maior da segurança da população brasileira. Com certeza, seu voto favorável aos policiais será lembrado pelo povo brasileiro, como um ato de defesa da segurança pública do país.

Atenciosamente,

Relação de e-mails dos deputados da Comissão da reforma da Previdência (copie e cole os endereços no campo CCO).

dep.alesilva@camara.leg.br, dep.abouanni@camara.leg.br, dep.alexandrefrota@camara.leg.br, dep.alinesleutjes@camara.leg.br, dep.biakicis@camara.leg.br, dep.bibonunes@camara.leg.br, dep.cabojunioamaral@camara.leg.br, dep.carlazambelli@camara.leg.br, dep.carlosjordy@camara.leg.br, dep.carolinedetoni@camara.leg.br, dep.charllesevangelista@camara.leg.br, dep.christonietto@camara.leg.br, dep.coronelarmando@camara.leg.br, dep.coronelchrisostomo@camara.leg.br, dep.coroneltadeu@camara.leg.br, dep.danielfreitas@camara.leg.br, dep.danielsilveira@camara.leg.br, dep.delegadoantoniofurtado@camara.leg.br, dep.delegadomarcelofreitas@camara.leg.br, dep.delegadopablo@camara.leg.br, dep.delegadowaldir@camara.leg.br, dep.dr.luizovando@camara.leg.br, dep.dra.sorayamanato@camara.leg.br, dep.eduardobolsonaro@camara.leg.br, dep.eneiasreis@camara.leg.br, dep.fabioschiochet@camara.leg.br, dep.feliciolaterca@camara.leg.br, dep.felipefrancischini@camara.leg.br, dep.filipebarros@camara.leg.br, dep.filipebarros@camara.leg.br, dep.generalpeternelli@camara.leg.br, dep.guigapeixoto@camara.leg.br, dep.gurgel@camara.leg.br, dep.heitorfreire@camara.leg.br, dep.heliolopes@camara.leg.br, dep.joicehasselmann@camara.leg.br, dep.julianlemos@camara.leg.br, dep.juniorbozzella@camara.leg.br, dep.leomotta@camara.leg.br, dep.loestertrutis@camara.leg.br, dep.lourivalgomes@camara.leg.br, dep.lucianobivar@camara.leg.br, dep.luizlima@camara.leg.br, dep.luizphilippedeorleansebraganca@camara.leg.br, dep.majorfabiana@camara.leg.br, dep.majorvitorhugo@camara.leg.br, dep.marcelobrum@camara.leg.br, dep.marciolabre@camara.leg.br, dep.nelsonbarbudo@camara.leg.br, dep.nereucrispim@camara.leg.br, dep.nicoletti@camara.leg.br, dep.professorjoziel@camara.leg.br, dep.professoradayanepimentel@camara.leg.br, dep.sanderson@camara.leg.br.