UGEIRM e SINPOL/RS orientam: Operações Policiais só com salários em dia

O governo do estado vem, desde o ano passado, intensificando a realização de Operações Policiais, mesmo com os constantes atrasos de salários e o flagrante déficit de pessoal da Polícia Civil. As entidades representativas da Polícia Civil entendem a importância das ações que objetivam garantir a segurança da população gaúcha. Porém, também entendemos que essas ações não podem estar descoladas da realidade do cotidiano do trabalho policial e, nem mesmo, servir para propaganda do governo.

Em uma instituição que se encontra com seus profissionais sem receber salários, com condições precárias de trabalho, onde muitas delegacias se encontram sem a mínima condição de funcionamento, com suas carceragens superlotadas e presos que passam dias algemados em viaturas estacionadas na porta das delegacias, esse tipo de Operação tem que ser repensada imediatamente. Não é mais possível que policiais com salários atrasados saiam para realizar operações policiais. O próprio governo afirma que vivemos um momento extraordinário, de uma grave crise financeira do estado, o que impossibilita o pagamento dos seus servidores. Nessa situação, manter o funcionamento das atividades da Polícia Civil, participando das operações policiais como se estivéssemos em uma situação de normalidade, é referendar essa política que tanto mal tem causado à segurança da população gaúcha.

Diante do exposto acima, as entidades representativas dos (as) Policiais Civis se posicionam contrárias a participação em novas Operações Policiais enquanto os policiais civis do estado estiverem sem o pagamento dos seus salários. Por entender a importância do nosso trabalho para a segurança da população gaúcha, não podemos concordar com essa política que coloca em risco a vida dos policiais e precariza, ainda mais, os serviços prestados à população. O discurso de fazer mais com menos não serve para garantir a segurança da população. É impossível implementar um política de segurança pública séria e eficiente sem pagar em dia os salários dos seus policiais. Operações policiais só com salários em dia.

UGEIRM/Sindicato e SINPOL/RS