UGEIRM ajuíza Mandado de Segurança contra corte de ponto

Para evitar danos aos Policiais Civis e suas famílias, a UGEIRM impetrou no Tribunal de Justiça – TJRS, nesta quinta-feira (20), um mandado de segurança com efeito preventivo. A medida visa impedir que o Governo do Estado cumpra a ameaça do corte de ponto e, consequentemente, desconte dos salários dos Policiais os dias de paralisação.

É importante ressaltar que a greve é um instrumento legítimo dos trabalhadores para a conquista e manutenção dos direitos garantidos pela Constituição Federal. Portanto, as ameaças do Governo, de cortar o ponto dos servidores que aderirem à paralisação, não tem amparo legal, pois não há legislação que autorize o desconto dos dias parados.

A UGEIRM vai continuar utilizando de todas as ferramentas para garantir os legítimos direitos dos policiais. Tanto na esfera jurídica, quanto na esfera política, não vamos ceder à pressão do Governo do Estado. Nosso movimento está conseguindo conscientizar a população que estamos parando para garantir uma Segurança Pública de qualidade.