3ª DPPA, sobrecarregada, passa a receber flagrantes de Guaíba

Desde o dia 14 de maio, os flagrantes da cidade de Guaíba, na região metropolitana, passaram a ser direcionados para a 3ª DPPA, em Porto Alegre. Anteriormente, essas ocorrências eram recebidas pela DPPA de Canoas.

Os(as) agentes da DPPA alegam que não houve nenhuma comunicação prévia informando as motivações dessa mudança. A única informação disponível, é que existe uma insatisfação da Brigada Militar de Guaíba, diante da necessidade de ter que levar os procedimentos até a cidade de Canoas. Diante disso, teria havido um acordo do prefeito com o Secretário de Segurança que, durante o período noturno e nos finais de semana, os flagrantes de Guaíba seria apresentados na 3ª DPPA.

Esse novo procedimento, em momento algum foi tratado com os Policiais Civis ou com os Policiais Militares. A 3ª DPPA já sofre com o problema da falta de efetivo e com as suas carceragens que, constantemente, ficam superlotadas. Com essa nova realidade, as equipes, que contam com 3 ou 4 agentes, terão que fazer toda a movimentação e custódia dos presos, o envio do APF (para o Fórum, além de significar um aumento no número de presos nas carceragens da DPPA.

Para os Policiais Mlitares, a alteração também não siginificou uma melhora. Pois, em Guaíba, eles faziam apenas o atendimento no posto ou hospital, em Porto Alegre eles precisam levar o preso até o DML (departamento Médico legal). Ou seja, aumentam-se os gastos com combustível e o tempo necessário para execução de todo o procedimento. Além disso, os policiais civis de Guaíba precisam pegar os procedimentos e levar ao Fórum e à Defensoria da cidade, o que consome mais combustível e mais tempo dos(as) agentes.

A direção da UGEIRM já encaminhou um pedido de audiência com a direção da DJO (Divisão Judiciária de Operações), com o objetivo de encontrar soluções para o problema.  O sindicato também solicitará à Chefia de Polícia, uma solução para o déficit de policiais na 3ª DPPA, que está na origem do problema. A reivindicação da UGEIRM é que haja um aumento de pessoal, que supra a demanda atual e o aumento de serviços ocasionado porr essa nova determinação.