Alteração das escalas da PC é suspensa e Chefia de Polícia vai fazer estudo sobre o funcionamento das DPPAs

A direção da UGEIRM, em contato com a Chefia de Polícia, recebeu a notícia de que a mudança nas escalas de serviço da Polícia Civil foi suspensa. O recuo da administração da Instituição, vai ao encontro à reivindicação da UGEIRM e da categoria. É importante salientar que os (as) Policiais civis responderam prontamente ao chamado do sindicato, se mobilizando, pressionando e demonstrando para a Chefia de Polícia de que implantação da escala de 24X72 não traria nenhum ganho para a Instituição.

Essa mobilização resultou no novo posicionamento da Chefia de Polícia, que decidiu suspender a mudança fazer um estudo sobre a situação das DPPAs e do seu funcionamento. Eventuais mudanças se darão, somente, a partir de indicadores claros que norteiem critérios para qualquer mudança nas escalas de serviço. A direção da UGEIRM sempre defendeu esse posicionamento, o Vice-presidente da UGEIRM, Fábio Castro, lembra que “qualquer tipo de mudança só deve ser realizada a partir de critérios estabelecidos com base em um processo marcado pelo diálogo com a categoria”.;

A direção da UGEIRM reitera seu posicionamento, explicitado desde o início dessa discussão: qualquer escala de 24 horas, assim como as escalas de sobreaviso, em qualquer DPPA, departamento ou delegacia de Polícia, é desumana, ineficaz e um grande risco para a saúde dos (as) Policiais Civis. O Sindicato concorda que é necessário um estudo aprofundado sobre o funcionamento da Polícia Civil, porém, a solução definitiva para o problema da falta de efetivo não passa pela mudança na escala de serviço, mas sim por uma política permanente de reposição de pessoal. A alteração necessária nas escalas de serviço é a padronização das escalas em 12X24 e 12X72. Pois essa escala significa uma qualificação do trabalho policial, além de garantir a saúde dos trabalhadores da segurança pública.

A manutenção da escala de 12X24 e 12X72 é uma grande vitória da mobilização da categoria, liderada pela UGEIRM. Os Policiais Civis já trabalham em excesso, cobrindo o maior déficit de efetivo da história da Instituição. Portanto, não pode aceitar uma mudança que trará ainda mais danos a sua saúde.

No entanto, é importante que a categoria se mantenha mobilizada e participe ativamente desse debate, deixando claro que não aceitaremos qualquer escala de 24 horas na Polícia Civil e defendendo que a escala de 12X24 e 12X72 seja adotada em todos os departamentos, DPPAs e Delegacias de Polícia do estado.