Incompetência do governo cria confusão para empréstimo do 13º Salário

17628762O que foi apresentado como uma grande solução para o pagamento do 13º salário dos servidores públicos, virou uma confusão generalizada. Cenas de servidores públicos quase indo às vias de fato com gerentes do Banrisul, reclamações generalizadas, pessoas que contavam com o dinheiro para suas despesas sem poder fazer o empréstimo, taxas bancárias cobradas sem explicação. Tudo isso acontecendo pela completa incompetência do Governo Sartori/PMDB. Ao anunciar o pagamento do 13º salário através de empréstimo no Banrisul, o governo garantiu que todos os servidores teriam esse direito garantido. O que vimos hoje não foi bem isso. Servidores que têm portabilidade, ou ação judicial contra o Banrisul, estão sendo impedidos de fazer o empréstimo. Outro problema apurado pela UGEIRM, diz respeito ao pagamento das pensões alimentícias, o valor está sendo descontado do empréstimo disponibilizado, porém os beneficiários não estão podendo retirá-lo no Banrisul, pois não foi criada uma linha de crédito específica para essa situação. A UGEIRM, ao receber essa informação, tentou entrar em contato com a Casa Civil e a direção do Banrisul, sem sucesso. A Casa Civil nem mesmo deu retorno ao contato do sindicato.

De acordo com o presidente da UGEIRM, Isaac Ortiz, “o sindicato seguirá tentando garantir o direito dos servidores. É uma verdadeira vergonha essa situação. A incompetência do governo beira o patético. Quando do governo Yeda, essa mesma operação foi feita e não tivemos esses problemas. O governo Sartori/PMDB coloca os servidores em situação constrangedora. Já é um absurdo termos que recorrer a empréstimos para receber um direito consagrado, que é o 13º Salário. Como se não bastasse, servidores são jogados contra outros servidores, quando nenhum deles têm culpa de nada. Nem os servidores, nem os gerentes do Banrisul são responsáveis pela incompetência do governo. O responsável está no Palácio Piratini, o governador Sartori, que receberá seu 13º sem nenhum problema. Se preciso for, entraremos com uma Ação Judicial para garantir o direito ao 13º aos policiais. Entraremos também como uma Ação requerendo a devolução da cobrança de taxas bancárias pelo Banrisul, pois os servidores não devem pagar nenhuma taxa sobre o recebimento de salários. Se o governo Sartori/PMDB não tem competência para pagar os servidores, a Justiça terá que agir”.