Ação da UGEIRM de danos morais por atraso de salários aguarda julgamento

Na última quinta-feira (21), o Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul reconheceu por 8 votos a 4, em uma ação individual de um servidor público, que a política de parcelamento de salários, iniciada pelo governo José Ivo Sartori (PMDB) e que prossegue agora no início do governo Eduardo Leite (PSDB), gera danos morais aos servidores e servidoras do Estado. O Sindicato dos Professores do Estado (CPERS), participou como terceiro interessado na Ação.

A UGEIRM possui uma Ação Coletiva em nome dos Policiais Civis gaúchos, que encontra-se concluso, na mesa do juiz, para julgamento. A decisão do Tribunal de Justiça, da semana passada, é de grande importância, pois pode fixar jurisprudência para as próximas ações que venham a ser avaliadas por aquele Tribunal, inclusive a Ação Coletiva da UGEIRM.