Governo manobra para votar Pacote nesta quinta-feira (15)

sartori_seachaO governo Sartori/PMDB não desistiu de votar o Pacote de Maldades ainda nesta quinta-feira (15). Desde o início da manhã, os aliados do governo vêm articulando dentro da Assembleia Legislativa. A ideia do governo é convocar o colégio de líderes para uma reunião amanhã de manhã e colocar, nessa reunião, em discussão a proposta de iniciar a votação nesta quinta-feira à tarde. Os partidos de oposição, PT, PSOL e PCdoB, já se posicionaram contrários à manobra. Porém, a pressão do governo é muito grande sobre os parlamentares. A Assembleia já está cercada pelo Batalhão de Choque e alguns caminhões, com muito gradis, já estão na porta da Assembleia Legislativa. O que indica que a repressão, caso a votação se confirme para amanhã, será maior ainda.

UGEIRM alerta todos os policiais para estarem preparados caso votação ocorra amanhã

A direção da UGEIRM está acompanhando todos os movimentos na Assembleia Legislativa. Nesta tarde participou de uma reunião com o vice-presidente da Assembleia, deputado Ronaldo Santini (PTB). Nessa reunião, o deputado garantiu que ele e seu partido, o PTB, não vão votar a favor de qualquer manobra para antecipar a votação do Pacote. Santini também se colocou à disposição para o diálogo sobre as propostas, dizendo que, na semana que vem, seu partido vai defender que primeiro sejam colocados em votação as propostas menos polêmicas. Esse posicionamento é fruto da pressão que as entidades têm feito na assembleia Legislativa. No fim da tarde, as entidades participarão, também, de uma reunião com a presidente do legislativo, deputada Silvana Covatti.

Diante desse cenário, a UGEIRM convoca todos os policiais, em particular os de Porto Alegre, para ficarem preparados para uma possível paralisação nesta quinta-feira e uma ocupação da Praça da Matriz para tentar impedir a votação. A direção estará acompanhando e influenciando os acontecimentos, mantendo a categoria informada. O presidente da UGEIRM, Isaac Ortiz, diz que “caso seja confirmada a votação amanhã, estaremos convocando por todos os meios (site do sindicato, facebook e whatsapp) os policiais para paralisar as atividades e ir para a Praça da Matriz amanhã logo de manhã. O governo sentiu o peso da nossa mobilização ontem, por isso quer votar o Pacote sem a nossa presença. Mas nós não vamos permitir isso”.