Celas superlotadas e presos em viaturas, a realidade cruel das Delegacias na Pandemia

A situação dos presos nas Delegacias vai se agravando a cada dia que passa. Se antes, com as denúncias do sindicato, o Governo se movia e retirava os presos das delegacias, dessa vez a situação piora a cada dia. Nesta sexta-feira (26), a direção da UGEIRM percorreu algumas delegacias da Capital e a situação é calamitosa. Em um momento de pandemia, quando falamos de distanciamento social, ver presos amontoados em uma cela, sem nenhuma condição nem mesmo em momentos normais, é revoltante. Verificar, pessoalmente, a situação a que estão submetidos os policiais dessas delegacias, só aumenta a convicção que a vacinação da categoria tem que ser realizada imediatamente.

Mesmo se ocorrer a vacinação da categoria, isso não eximirá o governo da responsabilidade pelas celas superlotadas. Mesmo em condições normais, fora do período da pandemia, isso já seria inaceitável. Porém, manter esses presos nas celas lotadas e em viaturas na frente das Delegacias no momento em que estamos, extrapola qualquer noção de racionalidade. É colocar toda a sociedade em risco. Uma Delegacia nessa situação, pode ser um foco de contágio que se espalhará por toda a cidade.

Veja abaixo os vídeos das delegacias nesta sexta-feira (26)