Direção da UGEIRM reúne com Presidência do IPE Prev para discutir pensões por morte

A Direção da UGEIRM reuniu, na manhã desta quinta-feira (23), com o Presidente do IPE Prev, José Guilherme Kliemann, para tratar de assuntos referentes às mudanças das Pensões por Morte na Polícia Civil. Os diretores do sindicato, Isaac Ortiz e Fabio Castro, estavam acompanhados do assessor jurídico da UGEIRM, Dr. Fabricio Mottin.

Durante a reunião, os representantes do sindicato fizeram vários questionamentos, relativos às mudanças nas pensões decorrentes das reformas da Previdência, nos planos federal e estadual. Entre esses questionamentos, é importante destacar a questão do destino das cotas familiares, após os filhos alcançarem a maioridade; essas cotas seriam incorporadas à pensão das (os) viúvas (os), ou seriam extintas? O procedimento é diferenciado para os casos de morte em serviço? Para formalizar esses questionamentos, a direção da UGEIRM entregou um Ofício ao Presidente do IPE Prev, listando os pontos passíveis de interpretação.

O Presidente do IPE Prev recebeu o ofício e se comprometeu a analisá-lo, ponto a ponto, para poder responder as questões levantadas. Kliemann explicou que, por hora, o Instituto ainda não tem um posicionamento definitivo em relação a esses pontos e que eles serão objeto de análise. Assim que for consolidado um entendimento a respeito, a UGEIRM será chamada para prosseguir esse debate.

O Presidente da UGEIRM, Isaac Ortiz, destacou a importância dessas questões. “As pensões por morte sofreram grandes perdas, com as reformas da Previdência estadual e federal. O que a UGEIRM busca, com o IPE Prev, é a consolidação de um entendimento que garanta direitos que ficaram nebulosos com as mudanças. É importante que o IPE se pronuncie, para que fique claro para a categoria, como ficarão as pensões dos familiares dos Policiais Civis gaúchos”.