Faltam mais de 5 educadores para cada escola estadual no RS, diz pesquisa do CPERS

Da Redação

Um levantamento que vem sendo realizado pelo Centro dos Professores do Estado do Rio Grande do Sul (CPERS) aponta que faltam, em média, mais de cinco educadores para cada escola estadual do Rio Grande do Sul. Desde o dia 20, o CPERS vem solicitando que representantes de escolas estaduais preencham um formulário com questionamentos sobre as condições e carências das escolas, visando mapear mapear as necessidades da rede.

De acordo com o sindicato, até o meio dia desta quinta (22), 129 escolas já haviam retornado o questionário, o que representa 5% da rede. As respostas apontaram uma falta de 679 educadores nessas instituições, uma média superior a cinco por escola.

O maior problema verificado até o momento é de falta de funcionários. Nas escolas que já responderam, faltam 268 profissionais para atuar em áreas como merenda, manutenção, administrativo e limpeza. Já em termos de falta de professores em sala de aula, o número é de 143 — média pouco superior a um por escola –, com Matemática e Português sendo algumas das disciplinas mais afetadas. Faltam ainda 161 profissionais especialistas para atuar em supervisão, orientação escolar, administração e biblioteca.

A pesquisa aponta ainda uma série de outros problemas estruturais nas escolas estaduais. Confira algumas das respostas abaixo.

O objetivo do sindicato é realizar a pesquisa com o maior número de escolas possíveis para obter a “real dimensão dos problemas da rede estadual de educação”.