Feira de Economia Solidária deve receber mais de 300 mil visitantes em Santa Maria

Marcos Corbari (*)

A partir desta quinta-feira (11), quando serão recepcionadas as caravanas de participantes, expositores e livre-empreendedores que vem participar da 26ª Feicoop, a cidade de Santa Maria se torna a capital internacional da Economia Solidária. Conforme tem expressado os organizadores, a expectativa é que seja ultrapassada a marca obtida na feira de 2018 e tenhamos mais de 300 mil participantes até o encerramento das atividades, no final da tarde do domingo (14).

É o maior evento de Economia Solidária da América Latina e diferencia-se por unir em um mesmo ambiente uma feira com cerca de 10 mil produtos e o debate de temas como organização social, educação alimentar, sustentabilidade, reforma agrária, cooperativismo, agroecologia, entre outros. No total, serão 67 atividades programadas, como seminários, oficinas, reuniões, debates, audiência pública e encontros. “Seguimos a metodologia organizativa do Fórum Social Mundial, com eventos autogestionários, ou seja, nós organizamos, articulamos e fomentamos a Feicoop, mas as atividades são coordenadas, gerenciadas e motivadas pelos seus proponentes”, explica a coordenadora do evento, irmã Lourdes Dill.

Algumas particularidades chamam atenção. Embora exista comercialização de bebidas alcoólicas artesanais (vinhos, cachaças e cervejas), o consumo no ambiente da feira é proibido. Também não é permitida a comercialização e consumo de cigarros e de refrigerantes industrializados. Na praça de alimentação, são fornecidas bebidas quentes (café, chocolates e assemelhados) e sucos naturais. A água também não é comercializada, mas disponibilizada livremente em pontos estratégicos do evento, sendo os participantes incentivados a trazerem seus copos ou canecas para evitar o acúmulo de produtos descartáveis.

A Feicoop também é sinônimo de cultura. Nesta edição, serão 57 atividades culturais, como lançamento de livros, gravação de programas, apresentações musicais e exibição de vídeos e documentários sobre Economia Solidária. A organização está a cargo do Projeto Esperança/Cooesperança e Banco da Esperança, braços da Arquidiocese de Santa Maria; Cáritas Brasileira e Cáritas Regional Rio Grande do Sul; Universidade Federal de Santa Maria (UFSM); e Prefeitura Municipal de Santa Maria, com apoio de diversas entidades e instituições. Confira no site do Brasil de Fato (www.brasildefators.com.br) e no site do Projeto Esperança/Coopesperança (www.esperancacooesperanca.org) ou ainda nas nossas redes sociais a programação completa dos seminários e oficinas, bem como as atividades culturais previstas ao longo dos 4 dias de Feicoop.

PROGRAMAÇÃO SEMINÁRIOS E EVENTOS: CLIQUE AQUI!

PROGRAMAÇÃO ATIVIDDES CULTURAIS: CLIQUE AQUI!

Tudo o que você precisa saber sobre a 26ª FEICOOP

A FEIRA: A Feicoop é uma grande escola de organização, formação de convivência, do voluntariado e dos Movimentos Sociais e Economia Solidária. São 26 anos de construção coletiva e interativa. É um braço do Fórum Social Mundial, que constrói um “Outro Mundo Possível” e uma “Outra Economia que já Acontece!”.

26ª EDIÇÃO: A 26ª Feicoop será realizada de 11 a 14 de julho de 2019, no Centro de Referência de Economia Solidária Dom Ivo Lorscheiter, em Santa Maria-RS, com o tema “Construindo a sociedade do bem viver: por uma ética planetária”. A entrada é gratuita.

LOCALIZAÇÃO: A maioria dos eventos da Feicoop ocorre em três ambientes interligados: o Parque da Medianeira, onde são instaladas as tendas dos seminários, o palco principal e a praça de alimentação; o Centro de Referência de Economia Solidária Dom Ivo Lorscheiter, onde se concentra a feira de produtos em pavilhões; e o Colégio Irmão José Otão, cujas salas de aula recebem oficinas, reuniões e encontros.

HORÁRIOS: Quinta-feira (11): Dia de chegada de caravanas. Não ocorre comercialização de produtos, apenas seminários de formação em Economia Solidária. Sexta-feira (12): 7h30min às 20h. Sábado (13): 7h30min às 20h. Domingo (14): 7h30min às 18h.

ALIMENTAÇÃO: O almoço (R$ 15,00) será servido entre 11h30min e 14h. Cada almoço dá direito a um pedaço de carne. Se a pessoa desejar um segundo pedaço, deve adquirir um tíquete no valor de R$ 2,00. A feira contará ainda com Praça de Alimentação, junto ao palco principal, onde são servidos lanches variados.

CAMPANHA: Devido à falta de recursos para realização da 26ª Feicoop, o Projeto Esperança/Cooesperança e Cáritas Rio Grande do Sul desenvolvem a campanha Juntos pela Feicoop. A iniciativa visa obter recursos para garantir a estrutura física e logística da Feira. Doações podem ser feitas, até o dia 31/07/19, pelo site http://caritasrs.colabore.org/Feicoop ou por depósito na conta corrente 30565-0 (Cooesperança), agência 0126 (Banco do Brasil) – CNPJ 93155067/0001.86.

INFORMAÇÕES: Para mais informações sobre a 26ª Feicoop, entre em contato com o Projeto Esperança/Cooesperança pelo telefone (55) 3219-4599 ou pelo e-mail projeto@esperancacooesperanca.org.br ou no www.esperancacooesperanca.org.br

(*) Com informações da Assessoria de Imprensa da Feicoop