Programa da TV Record expõe falência da Segurança Pública gaúcha

Foi ao ar, na segunda (02) e terça (03), uma reportagem especial sobre a situação dos presos nas carceragens das delegacias gaúchas. A reportagem, do jornalista Luiz Carlos Azenha, foi ao ar no Jornal da Record e contou com a assessoria da UGEIRM Sindicato, que acompanhou o jornalista nas delegacias.
Na reportagem de segunda-feira, foram apresentadas as condições absurdas do encarceramento de presos em viaturas policiais e pátios de delegacias de Porto Alegre e região metropolitana. Foram mostradas as situações das delegacias de Alvorada, Gravataí, Canoas e São Leopoldo. O repórter Luiz Carlos Azenha relacionou diretamente a situação das carceragens com a explosão da violência no RS, inclusive mostrando os números de cada cidade.

Na terça-feira, foi ao ar a segunda parte da reportagem, com a repercussão da exibição de segunda-feira. Foram ouvidos os representantes da OEA (Organização dos Estados Americanos) e da ONU (Organização das Nações Unidas). As palavras dos dois representantes são fortíssimas e parecidas com o que a UGEIRM vem falando desde 2015. Para o representante da OEA, James Cavallaro, a situação é inaceitável e o governo do RS está violando todas as normas internacionais, incluindo a Convenção Americana de Direitos Humanos e todas as convenções internacionais. Cavallaro informou, ainda, que os representantes da OEA farão uma visita, em novembro, para verificar pessoalmente a situação do RS. A representante do Alto Comissariado dos Direitos Humanos da ONU, Margarida Pressburger, foi mais incisiva ainda, afirmando que “o governo do RS está incorrendo no crime hediondo de permitir abertamente a tortura nesses locais, isso é terrível, isso é bárbaro, isso é desumano”, conclui a advogada.

Na segunda parte da reportagem, também foi levantado o risco a que estão submetidos os policiais, tendo sido lembrado, inclusive, o caso do policial do DEIC que foi baleado em uma tentativa de fuga da carceragem do departamento.

Clique nos links e vejam as duas partes da reportagem: