Base do governo aprova LDO que arrocha salários

Foto: Mariana Carlesso | Agência ALRS
Foto: Mariana Carlesso | Agência ALRS

Sob protestos de servidores públicos estaduais, a Comissão de Finanças da Assembleia Legislativa aprovou por 7 votos a 4 a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO). A votação ocorreu nesta quinta-feira, dia 2 de julho, no Plenarinho. A Ugeirm Sindicato estava entre as entidades que participaram da sessão.

Servidores de diversas categorias seguravam cordas amarradas ao pescoço, simbolizando o protesto à proposta encaminhada pelo Governo do Estado. A LDO foi aprovada sem alterações. “Não conseguimos que fosse aprovada nenhuma emenda, inclusive a emenda 39 de autoria da Ugeirm e Abamf que previa dotação para a convocação dos 661 concursados da do último concurso. A emenda obteve cinco votos favoráveis e cinco votos contrários. Em caso de empate o presidente da comissão tem o voto de desempate. O deputado Luís Augusto Lara, Presidente da Comissão de Finanças, Planejamento, Fiscalização e Controle, votou favorável, permanecendo o resultado de seis votos a cinco, porém, maioria simples não adianta e a emenda foi, igualmente rejeitada”, destacou o vice-presidente do sindicato Fábio Castro.

Também foi rejeitada a emenda que previa salvaguardar os reajustes dos subsídios concedidos até 2018. Com essa decisão os deputados que votaram contra as emendas demonstraram alinhamento com a política de reajuste zero e desmonte do serviço público praticado pelo governo Sartori.

Portanto, o único caminho possível é a mobilização nas ruas. É fundamental a participação de todos e todas na Marcha pela Segurança Pública, dia 7 de julho. A marcha sairá de dois lugares: a Polícia Civil e o IGP saem do Palácio da Polícia. Já a Brigada Militar e a SUSEPE saem do QG da BM na rua dos Andradas. A concentração inicia ao meio dia e a marcha deve sair às 14h. As passeatas seguem até o Palácio Piratini, onde haverá um ato unificado.

Vamos lutar para derrotar o PLC206/15 e a PEC 242/15 que extingue a licença prêmio!