Bloco da Segurança reúne com Presidente do TJ

reuniao_presiddente_tj

Em reunião com as entidades que compõem o Bloco da Segurança Pública, na tarde desta quarta-feira (4), o presidente do Tribunal de Justiça do RS, Desembargador Luiz Felipe Silveira Difini, disse que o Desembargador Carlos Eduardo Zietlow Duro, responsável pelo processo, é que decidirá sobre a viabilidade do sequestro dos valores do Tesouro do Estado para pagar os salários dos trabalhadores da segurança pública.

No entanto, o Desembargador Difini salientou que, mesmo que seja decidido o sequestro dos valores do Tesouro, não havendo dinheiro em caixa, o judiciário estaria de mãos atadas. O Presidente do TJ responsabilizou o falho ordenamento jurídico pela incapacidade do judiciário em fazer cumprir as decisões tomadas. No caso dos salários dos servidores, o Desembargador lembrou que o descumprimento de decisão judicial pode ser caracterizado como crime de responsabilidade por parte do governante. No entanto, nesses casos, o julgamento fica a cargo da casa política, a Assembleia Legislativa. O que já afasta a possibilidade de responsabilizar o governador.

Para o presidente da UGEIRM, Isaac Ortiz, “a luta através do judiciário é importante, mas não é o que vai resolver os problemas da segurança pública. O caminho para conseguirmos o respeito aos policiais está na nossa mobilização, usando a operação padrão para pressionar o governo. Não podemos aceitar que o governo faça propaganda com o trabalho dos policiais civis, usando as grandes operações para mascarar a ausência de política na área de segurança pública”.