Com bandeira vermelha, Porto Alegre terá novas restrições a partir desta segunda-feira (22)

Da Redação

Depois de ver a situação das UTIs se agravar nos últimos dias, além de um crescimento no número de mortes por covid-19, Porto Alegre passou para a bandeira vermelha no sistema de distanciamento controlado que tenta evitar o avanço da epidemia no Rio Grande do Sul. Diante do anúncio, a Prefeitura publicou novo decreto, ainda na noite de sábado (20), restringindo a abertura do comércio e a circulação de pessoas. As novas medidas valem a partir desta segunda-feira (22) e devem ser detalhadas hoje à tarde, em live no Facebook, pelo prefeito Nelson Marcehzan Júnior (PSDB).

Com o decreto, ficam impedidos de abrir cerca de 29 mil CNPJs cadastrados na categoria de microempresas para atividade de comércio, além de aproximadamente 4.700 empresas de pequeno porte também cadastrados na categoria de comércio.

Os restaurantes poderão continuar abertos até as 17h com limite de quatro clientes por mesa, ou em cadeiras intercaladas e espaçamento entre as mesas, como já estava previsto em decreto.

O executivo também estabelece regramento para evitar aglomerações em estabelecimentos como supermercados, shoppings e parques e praças. Pessoas que desrespeitarem o distanciamento social e as medidas de proteção individual ou supermercados e shoppings que não evitarem aglomerações poderão ser multados.

“Sempre nos baseamos no critério leitos de UTI versus circulação de pessoas. Neste momento temos muita gente circulando e a ocupação das UTIs avançando rapidamente. Nenhum lugar do mundo conseguiu frear o avanço da doença sem evitar a circulação de pessoas e restringir atividades econômicas”, diz o prefeito.